Dicas eficazes para ficar no azul em 2012


Para ajustar as contas em 2012 é preciso agir diferente, diz educador financeiro.
Para o educador financeiro e presidente do Instituto DSOP, Reinaldo Domingos, para que 2012 seja um ano mais saudável financeiramente, é preciso agir de maneira diferente. Confira as dicas do educador para ajustar as finanças neste ano que se inicia:

12 dicas “diferentes” :

1 – Em primeiro lugar, ele aconselha que você reúna a família, inclusive as crianças, e converse sobre sonhos e desejos que queira realizar neste novo ano;

2 - Domingos aponta que é preciso pelo menos ter três sonhos (curto prazo - até um ano; médio prazo - até dez anos; longo prazo - acima de dez anos), e não se esquecer do quanto pretende guardar para cada sonho;

3 – Segundo ele, o dinheiro para realizar os sonhos quase sempre está dentro da própria casa. Ele ressalta que uma família gasta em média de 20% a 30% do dinheiro em desperdícios e excessos - isso desde as despesas essenciais, como energia elétrica, até as despesas supérfluas;

4 – O educador financeiro também aponta que é preciso saber onde é gasto cada centavo do dinheiro. Para isso, ele aconselha que se faça um diagnóstico financeiro, registrando tudo que se gasta durante 30 dias, incluindo todos os tipos de despesas – até pequenos gastos como cafezinho, gorjetas, etc;

5- Outra dica é começar a registrar em uma agenda todos os eventos que irão acontecer no ano, como aniversários, datas comemorativas - como Dia das Mães, dos Pais, etc;

6 - Também é preciso registrar na agenda as prestações que foram contraídas mensalmente. Se tiver dez prestações no cartão de credito, por exemplo, você deve registrar nos dez meses da agenda cada prestação. Isso também deve ser feito com os carnês e crediários para pagamento em 2012;

7- Após registrar todos os compromissos e dívidas na agenda, é hora de registrar o valor que precisa ser economizado mensalmente para a realização dos sonhos.

8 - O orçamento financeiro que constará na agenda mensalmente será calculado com base no valor da renda mensal líquida, menos os valores dos sonhos e as dívidas já contraídas. O que sobrar deve ser usado para estabelecer o padrão de vida ao qual a família deve se adequar.

9 - Segundo Domingos, caso o padrão de vida não seja adequado, é preciso conversar com os familiares e tomar decisões de reduções nas despesas do dia a dia;

10 – Segundo o educador, priorizar os sonhos é o segredo para que uma família seja mais próspera e feliz. “Recomendo que primeiro se guarde dinheiro para os desejos e sonhos da família, para depois adequar os gastos à verdadeira realidade, evitando o desperdício”, diz Domingos.

11 – Ele aponta que é preciso ter consciência de que algumas facilidades de créditos não ajudam no orçamento: cada vez que se usa, se endivida. Reduza o limite do cartão de crédito; é preciso que seja no máximo metade de seu ganho;

12 – Por fim, Domingos ressalta que o cheque especial trata-se de uma linha de crédito com juros muito altos. “Se possível, não tenha em sua conta”, aconselha. Se já estiver utilizando, ele recomenda que procure o gerente de conta e troque por outra linha de crédito com juros baixos e cancele o limite.

Fonte