Mitos sobre segurança tecnológica


Os vírus e outros malwers afetam somente computadores pessoais: Não é verdade, no ano passado subiu em 58% a quantidade de ataques a dispositivos móveis. Dos ataques, 32% queriam roubar informações das pessoas e 19% queriam usar o GPS para rastrear o dono do aparelho.

Não se corre riscos navegando por redes sociais conhecidas: A verdade é que sites conhecidos como Facebook e Twitter, são os primeiros alvos dos criminosos, 56% dos ataques sociais envolvem falsos cartões de presente.

Usuários de aparelhos da Apple não estão suscetíveis a golpes: Mais de 600 mil Macs foram infectados em um único ataque, em abril passado. A marca Apple não é sinônimo de imunidade.

Usar programas de antivírus gratuitos garante proteção completa: Segundo a Symantec, a proteção simples dos antivírus gratuitos não protege o computador do ataque do malware Ransomware, que bloqueia a máquina e só a libera após o pagamento de resgate; ele é mais complexo e mais agressivo do que o comum, então requer um software mais completo.

É fácil identificar sites falsos, e o computador não é infectado se o usuário se mantiver longe de sites arriscados: Acontece que os criminosos ficam cada vez melhores em termos de design e copiam até os detalhes mais imperceptíveis para enganar o internauta. Para complicar, 61% das páginas maliciosas são, na verdade, endereços confiáveis que foram infectados.

Embora os filmes gostem de mostrar que o alarme soa quando uma máquina é invadida, na vida real isso não acontece. Os golpistas querem mesmo é que você não note a presença alheia, assim, podem arrancar informações ou usar seu equipamento para infectar outros. Fique atento !

Referência...