Na África do Sul greve acaba em morte

O confronto entre operários sul-africanos e policiais em uma mina de platina explorada pela Lonmin fez mais vítimas nesta quinta-feira. Armados com facões e pedaços de pau, milhares de mineiros em greve acamparam em uma encosta perto da mina para protestar.


A tensão no local aumentou e a polícia abriu fogo contra os manifestantes.Vários trabalhadores morreram e ficaram feridos durante o conflito. Paramédicos fizeram o atendimento dos grevistas machucados no local.A polícia ainda não tem estimativas do número de mortos.



Desde o início da paralisação, na sexta-feira passada, dois policiais e oito operários morreram nos confrontos.O porta-voz da Lonmin não quis comentar o incidente.Segundo a empresa, a greve causou seis dias de perda de produção, o equivalente a 300 mil toneladas de minério.A polícia sul-africana informou que está realizando uma investigação sobre o caso.

Referência...