Copo menstrual, como são e como usar

Copo menstrual é alternativa ecológica ao absorvente.

A nova alternativa para as mulheres modernas que enfrentam “aqueles dias” é o copo menstrual, um artefato de silicone que, inserido no canal vaginal, retém o fluxo e é reutilizável. Famoso na Europa, no Canadá e nos Estados Unidos, o produto agora começa a conquistar adeptas aqui no Brasil.


A utilização do copo menstrual é simples para quem está acostumada a usar absorventes internos. Basta dobrá-lo e depois apertá-lo firmemente com a abertura para cima, enquanto é introduzido no interior da vagina. “Quando solto, o copo tenderá a abrir, mas formará um vácuo leve que o manterá na posição correta”, ensina a ginecologista Tânia Valladares Andriolli.

O copinho de silicone fica preso pela ação do vácuo e pelos músculos vaginais. Dessa forma, retém o fluxo menstrual, sem causar incômodo ou vazamentos. “Para removê-lo, puxa-se delicadamente a extremidade inferior do copo com uma das mãos, e com a outra mão, com a ponta do dedo, busca-se a borda do copo e com uma pressão desfaz-se o vácuo, permitindo a sua retirada”, continua.

O copo mentrual tem capacidade para cerca de 30 mililitros, portanto consegue conter o sangue por até no máximo 12 horas, dependendo do fluxo da mulher (o ciclo inteiro de uma da mulher varia de 50 a 100 mililitros). No entanto, é recomendável que o artefato seja "trocado" a cada oito horas, por garantia. Isto é: a usuária retira o copinho, despeja o conteúdo no vaso sanitário, lava (ou limpa com lenço umedecido) e volta a introduzi-lo.

Quando a menstruação termina, é só higienizar bem o coletor (de preferência fervendo-o por alguns minutos) e guardá-lo na bolsa que geralmente acompanha o produto em local fresco e ventilado. É importante lavar bem as mãos antes e depois de manusear o copinho.

Seguidos todos os cuidados, o copo menstrual torna-se uma opção mais higiênica e segura que os absorventes tradicionais. Como o copo de silicone apenas retém o fluxo, ele não seca nem abafa a vagina, como fazem tampões e absorventes descartáveis. Isso ajuda a inibir o crescimento de fungos e bactérias.

Contraindicações

O copo menstrual não é recomendado para todas as mulheres. Virgens, adolescentes na primeira menstruação e mulheres no período pós-parto devem preferir os absorventes tradicionais. De acordo com a médica, a primeira experiência com o artefato pode gerar algum desconforto porque a inexperiência leva a colocá-lo muito para fora ou causa pequenos traumas. E isso é complicado para as jovens que têm maior sensibilidade na região, assim como quem acabou de parir.

Para saber se o uso do copo menstrual é apropriado para você, vale a pena procurar um ginecologista. O profissional, além de tirar as dúvidas, vai indicar o tamanho adequado e o modo correto para inserir e remover o produto. “Um bom exame médico/ginecológico pode auxiliar ness etapa.


Referencias - uol, youtube