Pequena história sobre os logos da Apple, Google e Microsoft





Apple

Isaac Newton sentado sob uma macieira lendo um livro. Este foi o primeiro logo feito para a Apple, em 1976, e é de autoria de Ronald Wayne, um dos fundadores da empresa. No mesmo ano, Steve Jobs pensou que as baixas vendas eram causadas pelo símbolo complexo e tratou de modificá-lo. A mordida na maçã servia tanto para diferenciá-la de um tomate como para fazer valer o slogan “Byte into an Apple” (“Morda uma maçã”, mas com “byte” em vez da palavra “bite”). As cores do arco-íris foram retiradas em 1998, dando lugar à logomarca monocromática.

Google

Foi o próprio Sergey Brin, um dos fundadores, quem desenhou o primeiro símbolo do Google pelo computador em 1998. A primeira letra era verde – tornou-se azul no mesmo ano, quando também foi acrescentado um ponto de exclamação inspirado no Yahoo!. Em 1999, o professor Ruth Kedar, da Universidade de Stanford, desenhou a marca que seria usada até hoje.

Microsoft

O primeiro nome da empresa fundada por Bill Gates e Paul Allen era Micro-Soft. Por isso, a logomarca inicial, de 1975, apresentava as palavras separadas. A letra “O” diferenciada no segundo logo era chamado de “Blibbet” pelos funcionários. Na lanchonete da Microsoft, um dos lanches vendidos chamava-se “Blibbet Burger”, mas isso não impediu a mudança em 1987. O designer Scott Baker elaborou o símbolo que é usado até hoje. A letra “O”, com uma abertura lateral, lembra o personagem Pac-Man, dos videogames, por isso a criação de Baker é chamada de “Pac-Man logo”.